6 táticas para a sua dieta sobreviver ao fim de semana

By 9 de novembro de 2018Blog, Notícias

Durante a semana a rotina alimentar segue na linha, sem muitos problemas. Mas é no Sábado e no Domingo que a vontade de comer guloseimas aperta. Se o seu objetivo é emagrecer: controle a ansiedade e siga as nossas táticas – infalíveis!

Os passos básicos para ter uma vida saudável você já segue: mantem as tentações distantes, traça objetivos a médio e a longo prazos e encara os exercícios físicos como prioridade no dia a dia. Porém, é no fim de semana que você se depara com obstáculos quase impossíveis de enfrentar: tem festa de aniversário da sua melhor amiga, quer curtir o friozinho com fondue e vinho ao lado do boy ou até pegar aquele cineminha com pipoca que promete. Calma, dá para curtir o seu weekend sem colocar tudo a perder. Nós mostramos como.

1. Acorde cedo para manter a rotina de exercícios e não pular refeições

Se você deixar de fazer uma das refeições, automaticamente, vai sentir mais fome na próxima. “Isso pode gerar uma compensação desnecessária ao longo do dia e prejudicar os neurotransmissores que fazem com que o apetite apareça fora do horário. Além disso, o metabolismo fica mais lento e a dificuldade em emagrecer aumenta”, explica Natália Colombo, nutricionista funcional da clínica NCnutre, de São Paulo. A regra número 1 para evitar a cilada é: mantenha os horários do fim de semana parecidos com a rotina de segunda à sexta. Se sair fora do esquema em algum período, volte assim que possível.

2. Abusou das guloseimas? Deixe o estrago para apenas uma refeição

Nós sabemos, a vontade de comer todas as delícias no fim de semana é grande. No geral, as pessoas abusam em uma refeição e, a partir daí, desistem da dieta inteira e continuam saindo da linha no restante do dia. Pronto, já vai perceber o estrago na balança logo na segunda-feira. “Você precisa manter o controle: se sair da dieta em uma refeição, não pule as seguintes e nem deixe de comer — volte pra dieta e siga em frente”, incentiva a especialista.

3. Sempre na ativa, mesmo longe da academia

“Além da pratica de atividade física ser fundamental pra saúde e perda de peso, se manter ativa nos finais de semana aumenta a produção de substâncias que proporcionam a sensação de bem-estar. Isso vai fazer com que você não busque essa compensação nos alimentos”, conta Natália. Vale tudo: andar de skate, de bicicleta, de patins, correr… O importante é não ficar parada.

4. Tem festa? Vá de barriga cheia

Casamento, aniversário, comemorações em geral são ocasiões especiais e que valem a pena aproveitar ao lado de pessoas queridas. Porém, não precisa traçar metade da bandeja de coxinhas, não é mesmo? O jeito é não exagerar nas quantidades e saber compensar os alimentos. “Uma dica é evitar chegar nessas festas com fome. Se você comer uma fruta antes, por exemplo, não vai com tanta sede ao pote e, com certeza, vai conseguir equilibrar melhor as quantidades. Além disso, tente não experimentar tudo que a festa oferece, modere na quantidade. Não deixe de comer durante o dia, pensando que assim poderá comer mais na festa” alerta a nutricionista.

5. No dia seguinte, vida que segue

Se por acaso exagerou na noite (ou no dia inteiro) anterior, volte à rotina habitual e dê preferência para alimentos mais leves e em quantidades menores. Vá para a academia e compense as calorias extras com uma atividade física. “Nada de fazer loucuras e passar horas em jejum pra compensar – isso só deixa o metabolismo mais lento e o trabalho do seu corpo mais difícil”, diz a especialista.

6. Vá com calma na bebida alcoólica

As bebidas alcoólicas são muito calóricas e intoxicam o corpo, sobrecarregando o fígado e dificultando ainda mais a eliminação de toxinas e a perda de peso. Entretanto, se for beber, tome cuidado com o tipo de bebida. A cerveja, por exemplo, aumenta a fermentação do intestino e favorece a dilatação abdominal. Já as bebidas destiladas têm um teor alcoólico muito alto e demoram mais para sair do organismo. A dica é: consuma quantidades menores de álcool e intercale com água. E claro, evite beber com o estomago vazio, por que quanto mais você beber, maior será a intoxicação. E isso vai dificultar todas as funções do seu organismo, deixando o metabolismo e a queima de gordura mais lentos. “O vinho tinto é uma boa opção, por ter diversos benefícios, como uma grande quantidade de substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias. Ele evita os radicais livres e previne uma série de doenças. O recomendado é 1 taça de vinho, com aproximadamente 150 ml”, finaliza Natália.

Fonte: https://boaforma.abril.com.br/dieta/6-taticas-para-a-sua-dieta-sobreviver-ao-fim-de-semana/