Emoções negativas ajudam a engordar, diz pesquisa

By 26 de novembro de 2018Blog, Notícias

Segundo a psicóloga, é recomendável optar por outras formas de distração

Sabe aqueles momentos difíceis nos quais a primeira atitude é se jogar na comida? Então, apesar de ser satisfatório, isso não é positivo. A ciência aponta a alimentação como algo vulnerável ao nosso estado emocional.

De acordo com a pesquisa, publicada na revista científica Appetite, quando estamos tristes, o sabor dos alimentos fica mais intensificado: rejeitamos aqueles que não gostamos e os que nos dão satisfação – na maioria das vezes, calóricos, açucarados e gordurosos – se tornam mais prazerosos.

Segundo a psicóloga Larissa Portela, é necessário avaliar o contexto de vida do indivíduo e o que está acontecendo à sua volta que provoca a diminuição do prazer e da felicidade. “Em geral, quando a pessoa está emocionalmente abalada, ela vive um contexto onde há poucas fontes de alegria e isso causa diversas alterações, principalmente porque a nossa cultura relaciona a comida com questões afetivas.”

Para combater a fome emocional, a especialista afirma que é preciso encontrar outras formas de prazer no lugar da comida, como o contato social ou até mesmo assistir a um filme. ”A medida que a pessoa começa a equilibrar sua rotina, é comum reduzir esse comer excessivo”, conclui Larissa.

Fonte: https://www.metropoles.com/vida-e-estilo/bem-estar/saude-bem-estar/emocoes-negativas-ajudam-a-engordar-diz-pesquisa